O dia que saí do luto

Foto do bule de alumínio que ganhei da minha vó
O anel de 15 anos dado pela minha avó à todas as netas
  • Três meses depois que ela morreu, eu tive uma “visão” enquanto jogava um jogo de piano no celular (Smule ou algo assim). Acho que o tilintar das teclas do piano me relaxou e a melodia me transportou para outro lugar. Lembro que era uma música clássica. E ali, naquele lugar (uma casa com teto meio alto, paredes claras e arcos nas portas) eu tocava piano e minha vó estava ao meu lado apreciando a música. Meio austera, mas parecia gostar do que ouvia. Ela era muito bonita, tinha os cabelos com alguns fios brancos. Nesse lugar, ela parecia minha mãe e estava com um penteado alto e com um vestido preto com anquinha. Era viúva, por certo. O rosto dela não era fisicamente a minha avó, mas no íntimo, era ela. Nem eu era eu. Ambas estávamos tristes e compartilhávamos uma dor. Essa cena aconteceu em segundos e passou. Penso que possa ter sido minha mente que, na tristeza, imaginou tudo isso. É bem provável, inclusive, mas nunca tinha passado por algo assim.
  • Algum tempo depois eu sonhei com ela. Ela estava amparada por duas pessoas que eu não conhecia, estava sentada em uma cadeira para me ver. Ela estava muito emocionada e, quando eu fui entender o que estava acontecendo e como ela estava viva, percebi que era um sonho e acordei. Mas foi bem real! Nesse caso, como era sonho, meu coração quer acreditar que ela foi me ver de verdade em sonho, não aguentou a emoção, chorou e eu fiquei assustada e acordei.
  • Um tempo depois disso, tive uma presença dela enquanto lavava louças. Senti sua presença, veio do nada, eu disse que a amava e, chorei. Mas senti ela bem. Isso também aconteceu uma vez com meu avô, quando eu era mais jovem. Fazia alguns anos que ele tinha morrido. Estava eu e minha mãe conversando e falamos nele. Daí, de repente, sentimos a presença dele e minha mãe disse: "Ele está aqui, né?" Já chorando. Eu disse que sim e também chorei. Foi muito bonito, mas passageiro. Não sei que certeza a gente tem quando tem alguém que a gente amou muito por perto, mas é uma certeza que não tem respaldo para dúvidas. Há poucos dias conversamos sobre isso e ela disse que lembra como se fosse hoje.

--

--

🐞 Art and Design. As vezes escrevo um quê aqui e ali de qualquer coisa. Para ver minha arte, me siga no Instagram: @nanah.art

Love podcasts or audiobooks? Learn on the go with our new app.

Get the Medium app

A button that says 'Download on the App Store', and if clicked it will lead you to the iOS App store
A button that says 'Get it on, Google Play', and if clicked it will lead you to the Google Play store
Nanah Soares

Nanah Soares

51 Followers

🐞 Art and Design. As vezes escrevo um quê aqui e ali de qualquer coisa. Para ver minha arte, me siga no Instagram: @nanah.art